Pesquise seu animal

Carregando...

quinta-feira, 19 de janeiro de 2012

Ermitão

(Clibanarius vittatus)






Também conhecido como caranguejo eremita ou paguru, é um crustáceos marinho de coloração marrom escura desprovido de carapaça no abdômen. Se utiliza de concha de moluscos que já morreram para se abrigar. O crustáceos carrega este escudo nas costas por toda a sua vida, e é obrigado a procurar um novo e maior periodicamente conforme vai crescendo (pode chegar a medir até 40cm de comprimento), assim como outra anêmona que lhe serve de proteção. E assim o ermitão vai crescendo e migrando para profundidades mais fundas, de 20 a 40 metros. Próximos às praias só se encontram ermitões ainda jovens. 


Reprodução: Se reproduz durante o ano inteiro, com postura de 10.000 a 15.000 ovos
Habitat: Fundo dos mares


Ocorrência: Ocorre em todo o litoral do Brasil


Hábitos: Vive junto de rochas e arrasta uma concha onde se abriga. Fora da concha ele fica vulnerável, pois seu abdômen é desprovido de carapaça. Quando a concha em que se refugia fica pequena, ele procura outra maior e chega a matar o molusco do qual quer a concha. Chegam a retirar as actínias (anêmonas) fixas em rochas e as alojam sobre a concha que lhes serve de proteção. A actínia protege o ermitão com suas células urticantes, que afastam os predadores, tendo em troca a vantagem de ser deslocada junto com o crustáceos, ampliando assim seu campo de ação além de receber as sobras de alimento. O ermitão desfaz em pedaços os peixes e outros alimentos, com isso os pedacinhos que ficam flutuando por perto são capturados pelas anêmonas


Alimentação: Se alimenta de animais em decomposição, plâncton, outros crustáceos e pequenos peixes
Ameaças: Poluição




                                                                   



Nenhum comentário:

Postar um comentário